FANDOM


A Matéria do Ano
TMOS-5
Informações Gerais
Série Superman: O Homem de Aço
Arco O Nascer do Sol
Número do Episódio 5
Sequência
Episódio Anterior Bem-Vindo a Metrópolis
Episódio Seguinte Homens de Terno e Capa
Créditos
Escrito por JokerLeo
A Matéria do Ano é o quinto episódio da série Superman: O Homem de Aço.

SinopseEditar

Após Superman ter salvo uma escola de um ataque terrorista, a jornalista Lois Lane decide ir atrás do que seria a matéria do ano para conseguir maior destaque no Planeta Diário.

EnredoEditar

“Hoje Metrópolis amanheceu movimentada. Um grupo de assaltantes terroristas invadiu o Colégio Byrne de Metrópolis e estão fazendo as crianças de reféns. Enquanto isso, vários pais cercam o lugar desesperados. A polícia de Metrópolis tenta conte-los para evitar maiores perigos, mas ninguém sabe ao certo o que vai acontecer.” – Diz um repórter que está cobrindo o ataque.

Eis que então um homem surge nos céus. “É um pássaro? Um avião?” – Questiona um senhor que estava ali no meio da multidão desesperada. O homem, que nada mais é do que o Superman, voa para dentro da escola. Os pais observam aquilo assustados e apreensivos.

Lá dentro, um dos terroristas está com a arma apontada para a professora da classe, enquanto aponta a outra, na sua outra mão, para os alunos da classe. Ele sente um vulto e olha para o lado, onde não tem nada. Ao olhar para a frente, onde estão as crianças, ele vê o Superman. Ele se assusta, enquanto o Superman segura suas duas armas e ao abrir as mãos, as solta quebradas. O bandido pergunta se vai batê-lo. “Na frente das crianças? Eu não faço esse tipo.” – Diz o Superman, que manda as crianças saírem. “Meus aliados vão matar todos eles!” – Diz o homem. “E você acha que eu não já cuidei deles?” – Questiona o Superman sorrindo e acertando um soco no estômago do criminoso, que cai para trás.

“Já fazem 10 minutos que o Superman está lá dentro e nada. Os pais estão preocupad...Espere, alguém está abrindo os portões... São, são eles! As crianças! Eles estão todos bem! Meu Deus, isso é um milagre!” – Diz o repórter.

As crianças correm de encontro aos seus pais, abraçando-os. Um casal continua preocupado, indo em direção contrária a multidão, eles procuram o filho. “Ninguém viu o nosso filho, ele não consegue andar e não o vimos saindo!” – Perguntava o casal preocupado, mas ninguém teria visto o filho deles. A mulher abraça o seu marido e chora. É então que dos céus surge o Superman. Em seus braços está a criança. Superman entrega a seus pais, que abraçam o filho e perguntam como podem retribuir. “Vocês não precisam retribuir, esse é o meu trabalho.” – Responde Superman, levantando voo e acenando para o garoto que acena de volta emocionado.

“Faz um ano que ele surgiu. O homem que veio dos céus, sem dizer mais nem menos. Um ano atrás ele apareceu vestindo sua roupa azul e sua capa vermelha e impediu que um grupo de assaltantes atacassem um banco em Smallville. Ele lhes tomou as armas, transformou-as em pó e entregou os criminosos aos policiais. Ele voou, não deu nenhuma informação, algumas vezes foi visto em cidades próximas no Kansas, e nas últimas semanas em regiões próximas a Metrópolis. Aos poucos ele vinha se tornando cada vez mais visto. Algumas semanas atrás, ele impediu um desastre aéreo quando um avião estava prestes a cair. Ele vem impedindo assaltos, sequestros, assassinatos e até estupros. Nessa manhã, o Superman impediu a morte de mais de 700 crianças e pouco ainda se sabe sobre esse homem. Seria mesmo ele um deus? Quem é o Superman? Por que ele está fazendo isso? São questionamentos feitos há um ano, e que ainda não têm respostas. Há pessoas que o amam pelas pessoas que salvou, há pessoas que o odeiam por não confiarem nele. Mas algo que ninguém pode negar, é que esse homem mudou o mundo.” – Diz Lois Lane em uma matéria de jornal.

Perry White elogia a matéria de Lois, dizendo que ela fez um ótimo trabalho, teria sido melhor se fosse a primeira vez. O sorriso de Lois se fecha e ela pergunta o que seu chefe quis dizer. “Eu quis dizer que o Superman está voando por aí há um ano e você escreve suas matérias dizendo o que todo mundo vê. Não estou dizendo que isso não será publicado ou que seu trabalho não é bem feito, Lois, estou dizendo que quero algo novo. Quero a jornalista que era quando chegou aqui, você entende?” – Questiona Perry, e Lois confirma.

Ela se senta em sua cadeira e suspira com os olhos fechados. Clark pergunta se está tudo bem. Lois diz que o Perry tá exigindo alguma coisa nova para o jornal, e não faz ideia de como pode arrumar isso. Clark pergunta se ela quer ajuda. “Ajuda? Eu? Você está aqui há uma semana, eu estou aqui há 2 anos. Eu sei me virar. Durante todo esse tempo eu fiz um bom trabalho e nunca precisei de ninguém para isso.” – Diz Lois. Clark afirma que só queria ajudar, e Lois diz que ela não precisa de ajuda, mandando-o fazer seu próprio trabalho e deixa-la em paz. Clark vira sua cadeira e baixa sua cabeça. “Essa gente é tão difícil de entender” – Resmunga Clark em voz baixa. Jimmy Olsen, que estava por perto, começa a rir. "Vai se acostumando, é filha de general." - Comenta o rapaz.

Enquanto está indo para casa, Lois vê na televisão uma reportagem sobre o Superman ter salvo as crianças. Um garoto vende jornais com seu avô em uma barraquinha, e pergunta se ela não quer as últimas notícias, oferecendo-lhe um jornal do Planeta Diário. Lois fica alguns segundos parada, até que dá um leve sorriso.

No Planeta Diário, Clark ouve gritos ali próximo. Ele corre pelo prédio, saindo do lugar imediatamente. No caminho, ele encontra Perry, que pergunta onde ele vai. “Atrás de uma...uma matéria! Até mais, senhor White!” – Responde ele enquanto continua correr. Ele olha para os lados, e desesperado ainda ouvindo os gritos que tivera ouvido, procura um lugar onde poderia trocar de roupa. Ele encontra uma cabine telefônica e entra na mesma. Alguns instantes depois, a porta da cabine se abre e o Superman aparece voando rapidamente.

Lá dos céus, ele avista um carro prestes a cair de uma ponte. Ele percebe que a voz que grita por ele é familiar, e nota que dentro do carro está ninguém menos que Lois Lane. O carro cai na água, e Lois acaba sufocando-se de verdade, quando percebe que o carro está sendo levantado e retirado da água. Em terra, o Superman abre a porta do carro, de onde sai Lois encharcada. Ela agradece e diz que ele é ainda mais bonito de perto. Clark agradece e afirma que precisa ir. Lois impede, dizendo que o seu carro não vai voltar a funcionar nem tão cedo e está encharcada, pedindo para que ele a deixe em casa. Após um suspiro, Superman a põe nos braços e voa com ela rumo a seu apartamento.

Ao chegarem, Lois agradece, e lhe pede um último favor. “Qual?” – Questiona o Superman, e Lois responde que precisa que ele espere até ela vestir roupas secas. Alguns minutos depois, Lois aparece. Ela pergunta se ele aceita algo para beber, e Superman responde que não bebe. “Então, Superman, fale um pouco sobre você. Conte sobre sua história”. – Pede Lois. “Espera aí, você fez isso tudo para conseguir uma entrevista comigo, não foi?” – Questiona o herói. “Você não pode dizer que eu não me dedico ao trabalho. Ser jornalista é difícil.” – Afirma Lois.

Superman sorri e concorda em lhe conceber algumas perguntas. “Eu vim de bem longe. Sou um cidadão americano, no entanto.” – Conta o Superman. “Por que você usa seus poderes para ser um herói?” – Questiona Lois. “Os meus pais me ensinaram desde cedo a controlar meus poderes e usá-los para o bem, para ajudar as pessoas.” – Responde Superman. “E quais poderes você tem?” – Pergunta. “Voo, super-força, velocidade, visão de calor, sopro congelante, resistência, sentidos de visão e audição aprimorados e umas coisas mais.” – Responde ele. “Você...” – Questionaria Lois, mas é interrompida. Superman levanta-se e diz que a entrevista acabou, voando pela janela e acenando para a jornalista, que fica sorrindo. “Esta será a matéria do ano!” – Diz ela.

Anoiteceu na cidade de Metrópolis. Na LexCorp, Luthor está em sua sala quando ouve alguém bater na porta. Ele vai atender, e encontra Marcy Graves. Ele pede que entre, e a assistente assim faz. Ele lhe oferece alguma bebida, e a moça nega. O homem então pergunta se encontrou o que pediu. “Sim senhor, Max Donner. Esse é o nome do homem que concebeu uma recente entrevista ao Planeta Diário mencionando que o senhor seria o responsável pela morte de seus pais, senhor Luthor. Felizmente, com as aparições do Superman, assuntos como esse acabam não recebendo muita atenção, então não gerou repercussão.” – Conta a moça. “Ótimo. Onde está o senhor Donner?” – Pergunta Luthor, e Graves responde que está em uma viagem na Califórnia. “Espero que ele esteja gostando da viagem, porque será a sua última, e de lá ele não vai voltar. Senhorita Graves, sabe o que fazer.” – Diz Luthor sorrindo. “Sim, senhor”- responde Graves, que aperta a mão de Luthor e pede licença para sair. Luthor lhe deseja uma boa noite e autoriza sua saída.

No dia seguinte, no Planeta Diário, Lois Lane chega animada. Jimmy Olsen pergunta qual seria a razão de tamanho ânimo. Lois responde que trouxe a matéria do ano, e que quer ver Perry White agradecer por tê-la no Planeta Diário. Perry chega e pergunta o que está havendo. Lois entrega a matéria, cujo título é “Quem é o Superman?” para Perry. O editor chefe lê e elogia a matéria, dizendo que é sim a matéria do ano, mas não vai para o jornal. O sorriso de Lois desaparece, e a moça pergunta o porquê de não ir. “Um jornalista tem que ser rápido, Lois. Clark Kent foi mais rápido que você. A matéria não vai para o jornal porque ela já está. Agora vai trabalhar, Lois. Aparentemente não foi a única que conseguiu uma entrevista com o Superman” – Diz Perry White. Lois olha enfurecida para Clark e vira-se para seu gabinete. Nesse momento, Clark abre um pequeno sorriso no canto de sua boca.

PersonagensEditar

CuriosidadesEditar

  • O episódio foi revisado por HanssenF, consultor criativo do Universo DC Fanfiction, e alguns elementos como a participação de Jimmy Olsen e melhores explicações em algumas cenas foram acrescentados.
  • O roteiro do episódio é inspirado na HQ O Homem de Aço de John Byrne, onde Lois Lane finge um falso acidente para conseguir uma entrevista com o Superman.
  • O início do episódio faz uma referência a clássica frase "É um pássaro? É um avião? É o Superman!", que já apareceu em diversas mídias ligadas ao herói.
  • O nome de Max Donner foi inspirado no nome de Richard Donner, diretor do filme do Superman de 1978.
  • O nome do colégio qual Superman salvou as crianças, Colégio Byrne, é uma referência ao escritor John Byrne.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.