FANDOM


14anos ESSE CONTEÚDO É PROIBIDO PARA MENORES DE 14 ANOS
Deadpool e Gavião Arqueiro
GAA-Ep7
Informações Gerais
Série Gavião Arqueiro: O Atirador
Temporada -------
Arco Gaviã Arqueira
Número do Episódio 7
Sequência
Episódio Anterior Legado
Episódio Seguinte Rumo ao Final
Créditos
Escrito por JohnyDivino
 Deadpool e Gavião Arqueiro é o sétimo capítulo da mini-série Gavião Arqueiro: O Atirador, sendo escrito por JohnyDivino.

SINOPSEEditar

Pessoal, é cada loucura que acontece comigo. Tá bom que eu sou um herói e pá, mas não achava que em pleno Halloween eu estaria atrás de bandido atrás do mercenário mais odiado do mundo.

ENREDOEditar

Halloween. O que vocês acham dele? Apesar de tudo, eu gosto dessa data comemorativa, mas hoje sendo um adulto perde bastante a graça. Fantasias são bem chatas, por que eu não posso simplesmente pegar meu traje antigo e dizer que sou o Gavião Arqueiro de uns cinco anos atrás e as crianças podem? Tive que improvisar uma fantasia de Ultron. Fora isso, ter que dar doce é um saco. Por ser um Vingador o povo acha que eu sou rico e tenho que dar os doces mais caros do mundo. Gente chata que não gosta do "tamanho divertido". Mas foi meio que assim que começou a história que eu vou contar hoje.

Acho que todo mundo conhece o Deadpool, o mercenário tagarela que vive fazendo %&$#@ tanto na internet quanto na vida real. Me perguntava de onde ele tirava dinheiro para pagar as coisas que ele destrói, mas eu acho que descobri. Enfim, quando eu menos esperava, ele estava na minha porta pedindo doces junto com pessoas que não posso revelar, além do mais a gente fez tudo para informações não serem vazadas. Ele pediu e, como as crianças que eu falei, reclamou dos doces. É estranho imaginar um cara de mais de 30 anos reclamando de uma coisa que ele nem deveria estar fazendo.

Depois dele se mandar, um cara bateu na minha porta. Eu estou arrependido de não ter sido gente boa com ele, talvez ele estivesse vivo agora. Ele pediu ajuda dizendo que estava envolvido com a Máfia e precisava de ajuda, mas o tom que ele falou parecia ironia. Até me chamou de Vingador Reserva. A culpa não é tão minha dele não ter sido levado a sério, e eu também estava super irritado com tudo que estava acontecendo na noite. Então eu expulsei ele e mandei ele fazer algo bom da vida. Passou uns dez minutinhos quando eu escutei tiros. Peguei meu uniforme, meu arco e corri.

Aí eu vi o cara que tinha batido na minha porta jogado no chão, baleado. Tinha um cara fantasiado de Justiceiro lá com uma pistola, saiu correndo quando eu cheguei. Comecei a correr atrás dele. Vi que o Deadpool estava me seguindo e mandei ele não atrapalhar. Alcançamos o canalha e começamos a luta contra ele e outro cara grandão fantasiado de Demolidor. Eu estava de boa quando o Demolidor falso jogou meu arco longe, o que fez eu tomar um pau, além do mais ele nem sentia um soco. O Deadpool me salvou de tiros que o Justiceirinho me deu e aí fez uma granada que o Demolidor segurava explodir, só que ele conseguiu pular. Não sei quanto tempo ele demoraria para se curar de uma explosão.

Segui o falso Justiceiro e acabei com meu arco quebrado e ele sendo atropelado por um caminhão. Perfeito, nosso assassino estava morto. Mas com certeza tinha um motivo, não podia ter sido só uma coisa aleatória. Falei um pouco com o Wade, também com a polícia mas não descobrimos nada. Fomos para minha casa depois do cara pegar os doces dele com as pessoas que não posso falar. Só que ele não tinha me falado que já tinha tido contato com o cara, que passou um pendrive para ele sem nem mesmo o Deadpool ter ideia. Vimos o vídeo e descobrimos o básico do caso. Jeremy Ellsden era o nome do sujeito. O cara era um hacker que conseguiu informações de todos os agentes da S.H.I.E.L.D. e tinha gente atrás delas e ele não queria vazar e arriscar a vida de pessoas. Ele se sacrificou para concertar os erros e não deixar que alguém fosse prejudicado. Eu e o Wade devíamos resolver aquilo. O arqueiro aqui tinha que fazer algo pelo garoto que morreu e o Wilson tinha seus motivos pessoais.

A Kate chegou quando a gente tava pensando no que fazer, mas ela não estava acostumada com o rosto do Wade. Não culpo ela por ter confundido a cara dele com uma fantasia do Freedy Kruger. Eu e o Wade fomos até o corpo dele enquanto a Kate também fez alguma coisa, só que sem contar para a gente. O legista não quis deixar a gente entrar, o que forçou o Deadpool desacordar ele. A culpa não é minha, eu juro. Procuramos lá algo que pudesse ajudar mas não achamos nada e fomos atacados por mais lunáticos fantasiados. A gente bateu neles e vazou, quando vimos a Gata Negra indo embora. Sim, aquela que você já deve ter visto indo atrás do Homem-Aranha.

Então eu fui para casa e vocês não acreditam. Um cara estava lá e me prendeu, fez tipo uma lavagem cerebral, estão ligados? Sério, eu não sei funciona, não lembro de muito dessa hora. Só fiquei sabendo depois pela Kate e o Wade que eu enganei eles para pegar outro pendrive (esse com os segredos) que estava com o gato do Jeremy que era cuidado por uma idosa. Eu só tive o controle de mim mesmo de novo quando a Bishop explodiu um lugar do lado do prédio que eu estava com um lança-granadas. Quando olhei para trás, estava a Gata Negra com o pendrive, um doutorzinho e mais fantasiados.

Quando revelei que estava fora do controle deles, ela mandou me atacarem e eu tive que me apressar para me esconder. O importante era o pendrive, então acertei uma flechada para levar o pendrive para o teto, onde eles não conseguissem pegar comigo atrapalhando. Me escondi atrás de mesas e eles começaram a metralhar o lugar para me acertar enquanto eu ia acertando os adversários de pouco a pouco. Tentava não acertar pontos vitais, mas sabem como é, né? A Kate entrou pela janela e tentou me tirar do controle, eu pensei em zoar ela mas era uma situação muito crítica para isso. Quando pensei que estava tudo acabado, o Deadpool invadiu o lugar com o meu Sky-Cycle (sim, eu ainda não entendi como ele conseguiu, depois ele falou que saiu da tela de um computador e foi para uma história em quadrinhos, não entendi nada e pensei que ele estava drogado) e armado até os dentes. Ele começou a disparar e matou vários dos caras, mas como sempre, os chefões nunca morrem de primeira. Só que o planador com ele estava com o núcleo quebrado, e ele caiu com o Wade em cima.

Esse acontecimento deu o tempo para os vilões restantes correrem com o pendrive. Os arqueiros aqui seguiram eles e o Deadpool voltou e a gente desceu conseguiu derrotar eles, com o Wade pegando o pendrive e a polícia cercando o prédio. A Gata Negra fingiu também ser encontrada e prendeu a roupa do cientista em uma escada rolante. Voou sangue para todo lado. A Gata foi levada pela polícia mas conseguiu trocar de lugar com uma policial. Ainda não sabemos onde ela está mas o Homem-Aranha deve pegar ela e um dia. Enfim, demos o pendrive para a Maria Hill (aquela garota da S.H.I.E.L.D que aparece em programas de TV algumas vezes) e fomos embora, todos felizes. Depois dessa aventura vi que o Deadpool nem é uma pessoa tão estranha. Nesse nosso mundo atual ele é até relativamente normal. Não, estou exagerando, ele é estranho sim.

...

A porta da casa era aberta e Wade Wilson entrava, ainda com sua roupa de Deadpool. Ele observava sua filha sentada no sofá ainda o esperando, quase dormindo. Ela o abraça e ele torce para ela não sentir o sangue em seu uniforme, e deseja que aquele momento dure para sempre.

GUIA DE REFERÊNCIASEditar

  • As pessoas que estão com Deadpool são a família da agente Preston da S.H.I.E.L.D. e a filha dele, Eleanor Camacho, que é cuidada por essa agente.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.