FANDOM


14anos ESSE CONTEÚDO É PROIBIDO PARA MENORES DE 14 ANOS
Rumo ao Final
GAA-Ep8
Informações Gerais
Série Gavião Arqueiro: O Atirador
Temporada -------
Arco Gaviã Arqueira/Familiar
Número do Episódio 8
Sequência
Episódio Anterior Deadpool e Gavião Arqueiro
Episódio Seguinte Entre Família
Créditos
Escrito por JohnyDivino
 Rumo ao Final é o oitavo e penúltimo capítulo da mini-série Gavião Arqueiro: O Atirador, sendo escrito por JohnyDivino. É ao mesmo tempo fim do mini-arco Gaviã Arqueira e começo do arco
Familiar.

SINOPSEEditar

Tem algo de estranho acontecendo bem embaixo do nosso nariz e o arqueiro aqui vai resolver.

ENREDOEditar

Eu queria muito achar a Harpia. Sério, eu queria muito. Já fiz de tudo que eu poderia e até agora nada. Isso me deixa bem triste, mas tenho que seguir a vida. Tô pensando em pedir para o Stark me ajudar, mas talvez seja melhor não. Não tenho ideia do que pode acontecer. Enfim, vou contar da minha vida recente.

Eu tô indo de vez em quando em uma missão com os Vingadores. Acho que alguém descobriu daqui e não gostaram do que eu falei, por mais bobo que seja. Nada demais falar que tal pessoa está brigada comigo, vocês acham? Por causa disso eu tô trabalhando mais sozinho, sendo mandado para parar bandidinhos e por causa disso eu acabei descobrindo algo que pode ser grave. Eu tentei avisar para o povo só que falaram que não é nada demais.

Resumindo, eu acho que estão fazendo um grande tráfico de heroína vindo até Nova York. Eu escutei umas coisas sobre locais de remersa, só que é muito mais que o normal. Tem algo estranho nessa história. Nova York é provavelmente a cidade do mundo com mais super-heróis, é loucura tentar algo tão arriscada embaixo do nosso nariz. Mas a Carol disse que isso é trabalho para heróis como o Luke Cage ou o Demolidor, fora que estamos ocupados com o Doutor Destino com outro cara estão tentando afundar metade do mundo. Não escutei muito do que eles suspeitam, mas de acordo não precisam de mim. Então eu planejo me juntar com a Kate para investigarmos mais enquanto os Vingadores estão ocupados.

Acho que isso é tudo, tchau gente. Desculpa pelo tamanho, prometo fazer algo maior depois.

...

Não acredito que a Kate está %$*@ . Estou em um ótimo humor para receber brigas de uma mulher muito mais nova do que eu depois de ter pegado o pior táxi da minha vida. Espero que essa noite seja boa para resolver meus problemas, tô com vontade de bater em uns vagabundos.

Daqui eu observo esses caras. Não entendo o motivo para o povo se viciar em drogas, eu não consigo me imaginar injetando uma coisa dessas em mim. Dou um sinal para Bishop, é a hora perfeita para entrar, os caras estão parados conversando. Entramos, com flechas conseguimos prender eles com flechas-cordas. É até simples derrotar esses caras, não conseguem nem acertar um único tiro em mim e nela. Interrogo os negociadores e pergunto o que está acontecendo de grande, mas eles não falam nada. Ótimo, vou ter que ameaçar eles e ficar com a imagem do "arqueiro malvadinho".

Realmente, eles falam com uma flecha afiada apontada para a testa. Eles falam que não sabem de nada, todas as pessoas envolvidas com o tráfico de heroína foram contratadas por um desconhecido para aumentar tudo. A data é exatamente após eu ter começado a ir atrás dos traficantes. Ligando as pistas, eu e Kate entendemos. Novamente tem alguém atrás de mim. Será que meu nível de fraqueza chama atenção dos vilões?

ALGUMAS HORAS DEPOIS

Não conseguimos nada. Que porcaria. Foram horas da gente pensando no que poderia ser, mas nada. Acabei de voltar para casa, peguei um metrô dessa vez e não teve nenhum problema. Ah não. A casa toda revirada. O que pode ter sido? Espera, eu achei uma coisinha. São flechas. Não são nem das minhas, nem da Kate. Reconheço o padrão delas. Elas estão formando um caminho. Vou seguir ela, por mais retardado que isso seja.

O telhado, parei nele. Eu tô vendo uma coisa estranha. Parece um cara em cima de outro prédio. Ele saiu correndo, como o esperado. Vou ir atrás dele, com certeza tem algo relacionado. Tento acertar alguma flechada nos pés dele, mas parece que ele sabe o que vou fazer só dando pequenas olhadas. Estou chegando mais perto, consigo ver um pouco mais. Ele está usando um uniforme que eu consigo reconhecer. É igual ao antigo do Flecha Certeira. Será que o Chilsom voltou? Não, não pode ser. Ele já estaria bem velhinho. Pera, ele parou. Tento atacar ele, mas ele revida. É uma luta difícil, ele ataca sem piedade e eu não posso fazer muita coisa, nem sei o nome do sujeito. Tento me afastar para acertar ele com uma flecha mas ele atira antes. ARGH. Meu pé, ele acertou meu pé. A dor é gigante mas eu tenho que aguentar. Lá vem el... Quase que quebra meu nariz. Tento dialogar mas ele ignora. Não adianta perguntar quem ele é e o que ele quer. Bem, por esse chute eu acho que agora sei. #@$@%&* QUE DOR. TINHA QUE ENFIAR UMA FLECHA DESSAS NO MEU OMBRO, #0$&@? Eu não consigo nem me mexer de tanta dor, eu vou desmaiar. Fecho meus olhos, sei que não tenho muitas opções, só torcer para não acontecer nada demais. A última coisa que escuto é "Hora de dormir, irmão". 

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.