FANDOM


Titãs, Vão! (NA)
Titas simbolo
Informações Gerais
Série Titãs
Temporada 1
Arco Apresentações
Número do Episódio 1
Sequência
Episódio Anterior -
Episódio Seguinte Pássaros
Créditos
Escrito por Ominimon
Titãs, Vão! é o primeiro episódio da série Titãs. É um episódio introdutório, apenas para apresentar os personagens.

SinopseEditar

Robin interfere no contrabando de uma gangue e precisará de seus amigos ao seu lado para combatê-los.

EnredoEditar

De um ímpeto, ouve-se o som do vento batendo em sua capa ao saltar sobre os prédios. A noite foi chuvosa. A luz da lua se reflete nas poças deixadas no chão. Aquela área em que estava, nebulosa, suja, que fede a mofo, é um dos lugares mais perigosos de Jump City, uma cidade conhecida por ser alegre, de prédios azulados e lindas praças floridas. Onde crianças e idosos vivem felizes com seus dias normais. Entretanto, Jump City possui uma área infestada de traficantes, assassinos e de bandidos. Um lugar com pessoas sujas e de péssimas condições. A Periferia de Jump City, assim como o chamam. É frequente ver pessoas se drogando e traficando qualquer tipo de coisa ali.

Aproxima-se mais da extremidade do prédio para enxergar melhor o que há lá em baixo. Um moço de casaco preto, fumando um cigarro, ao lado de outros rapazes de aparência estranha e uma moça de regata vermelha, oferecia drogas a duas crianças, um garoto, que parece ser o mais velho, e uma garota. Estavam ao lado de uma tenda amarela encharcada pela chuva.

Morde os lábios, escorrega do prédio em um salto silencioso e cai em veemência sobre a tenda. Em sobressalto, todos dão um passo para trás, enquanto a tenda desmorona no chão. O baque do ferro que sustentava a tenda contra o chão, estalidos altos ecoam.

O moço de casaco preto, correntes de ouro, boné verde, óculos escuros sorri.

– Robin. – Sussurrou

As crianças fogem sem rumo. O Casaco Preto retira uma arma de algum lugar, e Robin faz o mesmo, retira de seu cinto um pequeno cilindro de metal que, ao balança-lo, se torna um bastão longo que geralmente usa em seus combates. Robin mergulha e levanta a arma antes que possa atingir alguém, três disparos para os ares.

No canto do olho observa outro rapaz vindo com uma faca, em resposta, o bastão o acerta nos joelhos, os curvando. Empurra o Casaco Preto e rapidamente chuta o peito do rapaz com a faca. Casaco Preto dispara novamente. Em saltos e acrobacias, as balas passam sem acertá-lo. Aproveitando o movimento, acerta o bastão nos dois e empurra outro rapaz com camisa de unicórnio, o fazendo cair sobre uma lixeira.

Os outros rapazes e a moça correm em direção a alguns carros pretos, os adentrando. Casaco Preto levanta e enfrenta Robin mano a mano enquanto o Camisa de Unicórnio carrega o rapaz da faca para um dos carros. Casaco Preto derruba-se em cima de Robin, ambos caem no chão, rolando e se debatendo, e Robin tentando se desvencilhar do abraço de seu inimigo.

Robin percebe em seu rosto e em suas roupas. Aquele cara não mora na Periferia de Jump City. Ele mora no centro da cidade, isso explica os carros novinhos. É bastante comum, também, pessoas ricas passarem o dia na Periferia só pra aprontar.

No chão, Robin tenta balançar seu bastão, mas o corpo em cima de si o impede. Robin dá uma cabeçada no Casaco Preto, encolhe as pernas e o chuta, empurrando-o para a esquerda. Em um ímpeto, levanta-se e antes que o inimigo pudesse fazer o mesmo, o esmurra repetitivamente, desmaiando o Casaco Preto. Olha para os lados ao escutar o som do motor ligando. Eles vão mesmo deixar o companheiro para trás? Cobre o rosto para proteger os olhos do farol alto. Dando tempo para os criminosos fugirem e os perdendo de vista.

– Droga – Pega uma corda e amarra o Casaco Preto frente a um pilar de tijolos. Retira sua Bat-Garra de seu cinto e a aponta pra cima, disparando-a e prendendo-a sobre uma haste de metal presa na parede de uma casa. Puxa-a, em um impulso, levando Robin para cima, facilitando seu acesso ao telhado.

Pula sobre os telhados, aterrissando em cambalhotas, realizando acrobacias enquanto persegue os dois carros que vão à mesma direção.

Pressiona o dedo sobre um aparelho no ouvido, um Comunicador.

– Como estão indo as coisas aí, Gar?

Uma voz engraçada e um pouco infantil o responde do outro lado.

Tudo certo! Você tinha razão, Dick, o covil deles é aqui. Eram muitos, mas Estelar acabou com eles. Eu disse pra ela ir com calma, mas você sabe como é, né? Garotas.

Robin libera um breve riso.

– Mande a localização pra policia. Deixe-os bem amarrados, vamos facilitar o trabalho deles.

Estelar está fazendo isso. Como estão as coisas aí?

Deu uma cambalhota para aterrissar sobre um prédio antes de falar

– Interrompi o trabalho de um bando de idiotas. Agora estou os perseguindo.

Quer ajuda?

O cenário muda, as casas se vão. Os carros entraram numa longa rodovia. Robin os persegue a pé, entretanto, sabendo que não iria alcança-los assim, pressiona um botão de seu cinto. Está chamando sua moto.

– É muito longe daí

Eu posso ajudar – Uma voz roca e feminina vinda de uma terceira transmissão. – Posso criar um portal para nos levar até você.

– Tem certeza de que está pronta para isso?

Eu consigo.

– Ok!

Apenas a adrenalina o move, correndo atrás de dois carros que já estão muito longe. Do lado direito uma luz forte reverbera, é sua moto. Sem parar de correr, ele segura o guidão e salta, deitando em sua moto, sem perder tempo para acelerar o ritmo. Não demorou muito até chegasse ao encalço dos carros. O vidro esquerdo dianteiro do carro à direta se abre, expondo uma submetralhadora, atirando em Robin, este desvia movendo sua moto com cuidado e agilidade para não ser atingido.

Uma luz roxa é emitida em cima de si. Um rastro flamejante sobrevoa até os carros, um Guepardo salta da luz e uma garota de capa escura faz gestos com as mãos e faz como se desligasse a grande luz do céu. Esses são os Novos Titãs.

O rastro flamejante revela-se ser Estelar, lançando das mãos suas Starbolts. Verdes como esmeralda e altamente explosivas, atingindo o percurso dos carros, forçando-os à desviar dos buracos no chão resultantes das explosões, os retardando.

O Guepardo verde se contorce, transformando-se em um Falcão-Peregrino, se tornando alvo da submetralhadora. Desvia das balas com rapidez e com suas garras belisca a mão do homem, com uma cabeçada derruba a arma. Aquele metamorfo é chamado de Mutano.

– Robin, não acha que devemos fazer aquilo? – A garota encapuzada, Ravena, pergunta ao encalço de Robin.

– Está a fim de explodir algumas coisas? – disse Robin com um sorriso notável.

Ravena não responde e simplesmente continua seu trajeto.

– Beleza! – Robin liga seu Comunicador novamente. – Mutano, vamos fazer aquilo que você nos propôs no ultimo treinamento.

Irado! – Foi a resposta do colega.

– Estelar, prepara para explodir.

Ótimo! – Mais uma voz feminina, desta vez mais doce.

– Ravena, vamos fazer isso com apenas um carro. O da esquerda está com menos gente. Cuida dele, mas volte logo, você sabe o que tem que fazer depois.

Ravena para de voar, ergue os braços, seus olhos brilham, o carro da esquerda afunda no chão subitamente, depois desaparece, Ravena desaparece em seguida, deixando o carro da direita por conta de seus amigos.

– É agora! Titãs, vão!

Mutano, em forma de Falcão, contorce até se transformar em uma pequena mosca de cor verde-metálico, que faz seu percurso de cima do carro para de baixo dele, tentando acompanha-lo. Logo não há mais mosca, mas sim uma Mamba-Negra, a cobra mais rápida, que, mesmo com todo esse status, Mutano começa a ser deixado pra trás enquanto se esforça a permanecer sob o carro.

Estelar, sobre todos, aproxima-se do carro, fitando-o, preparando-se para algo.

– Agora! – Robin bradou.

Mutano, quase não conseguindo mais acompanhar o carro, se contorce novamente, desta vez um Rinoceronte jaz ali, levantando a cabeça, empurrando o carro para cima, o fazendo virar do avesso várias vezes antes mesmo que pudesse cair no chão. Estelar se aproxima com os olhos cheios de poder e beleza.

Droga, cadê você, Ravena?, Robin pensou. Logo, uma luz roxa, semelhante a que trouxe os companheiros de Robin para perto dele, surge, expondo Ravena que havia sumido. Ainda flutuando, ergue os braços, expelindo uma aura escura que traja seu caminho do corpo, que jaz lá em cima, para o carro. Os punhos de Estelar brilham como um sol verde, prontos para atirar Starbolts, o que não demora muito.

A aura deverá chegar ao carro primeiro, caso contrário, as pessoas lá dentro podem estar em perigo... se já não estão. Os Starbolts atingem a parte inferior do carro, explodindo em chamas, cuspindo pedaços de metal e plástico queimado, cheiro insuportável de fogo. Robin arregala os olhos, horrorizado. A culpa é dele? Ele não soube liderar seu time? Deu trabalho demais para que Ravena carregasse nas costas? Tudo isso foi apenas um susto de segundos, não sabia o que acontecerá de fato.

Para a moto e antes que pudesse dizer qualquer lamentação, a aura atravessa o fogo, não adentrando, mas fugindo, com três rapazes e uma mulher consigo. Ravena conseguiu. Robin libera um sopro de alivio, mostrando um sorrio. Estelar aterrissa pondo a mão sobre os ombros dele. Enquanto Mutano, em sua forma humana, um garoto de pele verde vestido com um traje vermelho e branco, inclina seu corpo para frente, põe as mãos sobre os joelhos e inspira, tentando recuperar fôlego.

– Antes que pergunte, já enviei a localização de todos eles para policia. – diz Ravena com a mesma voz áspera de sempre – De nada.

Mutano deixa escapar um sorriso.

– Titãs, depois dessa, quem quer Pizza? – Pulou com empolgação.

– Eu! – Estelar, tão ingênua, com um sorriso bastante infantil, tira a mão sobre o ombro do colega e entra na onda de Mutano.

Robin olha para trás e observa Ravena sentada olhando para cima, contemplando o céu estrelado.

– Venha com a gente, oras. – Ergueu a mão direita para ajuda-la a levantar.

Ela assentiu, levantando sozinha e passando direto por Robin sem falar nada. Em um esbarro de ombros, Robin sentiu algo... algo maligno... e parecia ter vindo de dentro dela.

PersonagensEditar

CuriosidadesEditar

  • Esse episódio apresenta os personagens principais e os atuais integrantes dos Novos Titãs, sendo totalmente isolado do resto da história.
  • Como a maioria dos episódios esse também foi finalizado totalmente diferente da ideia original. No início era para ser duas histórias separadas, uma contando as relações amigáveis entre Mutano e Estelar e outra entre Robin e Ravena.
    • Mutano apresentaria o novo mundo para Estelar e Ravena pediria ajuda a Robin.
  • No final, estava planejado a aparição do Comissário Gordan, mas por agirem em cidades diferentes, a ideia foi descartada.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.